Estreantes se dão bem em teste de consumo

Modelos recém-chegados ao mercado brasileiro conseguem nota A em teste do Inmetro

Edimarcio Augusto Monteiro

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) divulgou os níveis de consumo de novos veículos, incluindo os recém-lançados Hyundai HB20, Toyota Etios e o Ford Novo EcoSport. Eles passam a integrar o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), que classifica o nível de consumo, assim como ocorre com geladeiras e outros eletrodomésticos. Atualmente, a adesão das montadoras é voluntária, e o novo regime automotivo, que valerá de 2013 a 2017, estabelece incentivos para quem participar. Os testes com os novos modelos foram feitas antes que eles chegassem às concessionárias.  A nota “A” indica o menor consumo, enquanto a “E”, o pior. O Inmetro divulgará novos resultados em janeiro.

Hyundai HB20 com câmbio manual

O novo hatch da marca sul-coreana, que é fabricado em Piracicaba (SP), conseguiu nota A quando equipado com o motor 1.0, com consumo de 7,6 km/l na cidade e de 9,8 km/l na estrada quando abastecido com etanol. No caso da gasolina, as médias sobem para, respectiva-mente, 11,5 km/l e 14,5 km/l.

Já o HB20 com motor de 1.6 litro conseguiu a classificação B, com 7,6 km/l na cidade e 8,7 km/l em rodovia quanto tem etanol no tanque. Com gasolina, a média foi de 11,6 km/l e 12,7 km/l.

Toyota Etios

A versão hatch 1.3 obteve nota A, com 8,5 km/l na cidade e 9 km/l na estrada quando rodando com etanol. A média foi de 12,5 km/l e 13 km/l na estrada com gasolina. A versão top, a XLS, equipada com propulsor 1.5, atingiu as marca de 8,5 km/l no ciclo urbano e de 8,9 km/h na rodovia, com etanol, e 12,4 km/l e 13,4 km/l, com gasolina.

A nota A também foi obtida pelo sedã com motor 1.5, com médias para etanol de 8,4 km/l (cidade) e 9,3 km/l (estrada). Com gasolina no tanque, foram, em média, 11,9 km/l em vias urbanas e 14 km/l na estrada.

Ford Novo Ecosport

O novo motor Sigma melhorou a classificação do SUV compacto em relação ao Rocam usado na geração anterior e que foi aposentado. Ele também conseguiu a nota máxima do Inmetro, enquanto o modelo anterior ficava com C e E. De acordo com o órgão do governo federal, tanto os modelos S, SE e FreeStyle, com motor 1.6, quanto a top Titanium, equipada com bloco 2.0, tiveram o mesmo desempenho. Com etanol, a média no ciclo urbano ficou em 7 km/l e, na estrada, de 8,4 km/l. Levando gasolina no tanque, as marcas foram 10,2 km/l e 12 km/l.

Citroën DS3

O esportivo compacto francês, equipado com motor turbo 1.6 turbo de 165 cv, exclusivamente a gasolina, ficou com nota A, com 11,3 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada.

Peugeot 308 Cupê Cabriolet

Esse modelo também francês ficou com D, com 8,2 km/l na cidade e 12 km/l na estrada, repertindo o desempenho do RCZ, 3008 e 508.

Volkswagen Voyage

O sedã compacto 1.0 obteve A com as médias de 7,7 km/l (ciclo urbano) e 9,6 km/l (rodoviário) ao usar etanol. No caso da gasolina, fez 11,6 km/l e 13,9 km/l. Quando impulsionado pelo motor 1.6, levou a nota B, com 7,3 km/l e 9,4 km/l (etanol) e 10,7 e 13,7 km/l (gasolina).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *