Mercedes SLS AMG Black Series O ladro negro da força

Edição limitada tem 631 cavalos, a máquina mais poderosa já feita pela marca alemã

Edimarcio Augusto Monteiro

A alemã Mercedes-Benz apresenta o mais poderoso e rápido carro que já produziu, o SLS AMG Black Series. É uma versão mais apimentada do superesportivo com “asas de gaivota”, inspirada no modelo de corrida que disputa campeonatos de GT3. O motor V8 aspirado de 6.2 litros foi trabalhado e entrega 631 cavalos de potência a 7.400 rpm, um ganho de 39 cv em relação ao modelo padrão. O modelo chega aos 333 km/h de velocidade máxima, depois de fazer 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos.

Entre as mudanças feitas no propulsor estão mudanças no comando de válvulas e na refrigeração do óleo e da água. A força do propulsor é transmitida para as rodas por uma transmissão AMG SPEEDSHIFT DCT de sete velocidades. O novo top de linha da marca da estrela de três pontas tem suspensão esportiva regulável feita com peças em alumínio e CFRP (plástico reforçado com fibra de carbono). Há partes da carroceria em fibra de carbono.

O quinto modelo representante da linha Black Series, que surgiu em 2006 com o SLK55, ganha ainda um kit aerodinâmico, que inclui para-choque dianteiro com spoiler, o traseiro com difusor, saias laterais e aerofólio. Para segurar toda a impetuosidade do carro, os freios são de cerâmica de alta performance, com discos de 402 x 39 milímetros na frente e 360 x 32 milímetros atrás.

O sistema de escapamento é feito pela primeira vez em titânio e proporciona um ronco ainda mais impressionante ao superesportivo. Há ainda um pacote aerodinâmico opcional que inclui asa traseira ajustável e uma alteração no para-choque dianteiro que confere mais downforce.

Mais leve

Para ressaltar a esportividade, diferenciar o modelo e aumentar a sofisticação do interior, o console é em carbono, os bancos são esportivos e o volante é revestido em Alcântara.

O SLS AMG Black Series pesa 1.550 quilos, sendo 70 quilos mais leve do que o SLS AMG, graças ao uso de novos materiais. Isso confere uma relação peso/ potência de 2,45 kg/cv. Para aumentar o prazer de dirigir, o superesportivo tem suspensão mais firme e regulável, com os modos Sport e Sport+.

As rodas exclusivas são de 19” na frente e 20” atrás, calçadas com os recém-desenvolvidos pneus Michelin Pilot Sport Cup – 273/35 na dianteira e 325/30 na traseira.

A estreia diante do público foi feita no Salão do Automóvel de Los Angeles, nos Estados Unidos, que terminou no último dia 9, no Los Angeles Convention Center. As vendas do novo superesportivo terão início em junho de 2013, mas a Mercedes não divulgou o número de unidades a serem produzidas e nem o preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *