Yamaha XT 1200Z é puro prazer em todo terreno

Além da beleza, imponência e potência, big trail é confortável, segura e sensacional nas curvas

Texto: Johnny Inselsperger | Test Rider 
Fotos: Osvaldo Furiatto Jr.

A Yamaha mostrou que tem competência para disputar o segmento das motocicletas big trail. E não é por menos, a XT 1200Z Super Ténéré tem qualidades que proporcionam ao piloto e garupa muito conforto, segurança e facilidade para pilotar em qualquer terreno.

Logo na saída da empresa tenho pela frente um trecho da Via Dutra, entre Guarulhos e São Paulo, e depois ainda a Marginal Tietê até alcançar a Rodovia dos Bandeirantes. Apesar de ter uma “pegada” forte, a entrega de potência é linear. Aliado ao preciso acelerador eletrônico, o escalonamento longo das seis marchas, tração por eixo cardã e uma ciclística impressionante, o resultado é muito prazer em pilotar, mesmo em um trecho de trânsito intenso.

Para tornar a direção mais segura, o modelo tem controle de tração com três opções: desligado, Sport para uma tocada mais forte e Touring, ideal para situações com chuva. A XT 1200 Z tem ainda freio com ABS linear (antitravamento), ajuste fácil e prático da mola traseira, que necessita apenas da mão deixar a moto mais firme ou macia, uma tomada de DC 12 V vital para alimentar um GPS, o eficiente cavalete central, além de protetores para as mãos e até um marcador da temperatura ambiente.

Apesar de ser enorme, alta e pesar 261 quilos, a Super Ténéré é leve na hora de fazer as mudanças de direção e parece uma superesportiva nas curvas. Na cidade, então, supera o trânsito com muita agilidade e esperteza.

Já na terra, o modelo assimila com excelência as imperfeições da estrada e tem força e distância mínima do solo de 20,5 cm. O quadro backbone em aço suporta bem os impactos. Ou seja, a Super Ténéré sobra na hora de ultrapassar os obstáculos, basta reduzir a marcha e acelerar. A moto é puro prazer em qualquer lugar.

O motor de dois cilindros paralelos com 1.199 cc tem refrigeração líquida e poderosos 110 cv de potência a 7.250 rpm e um torque de 11.6 kgf.m a 6.000 giros.

A posição de pilotagem foi desenvolvida para oferecer conforto e o objetivo foi alcançado nesta moto. O para-brisa alivia a briga com o vento, além do guidão alto e largo, que deixa os braços descansados, e o assento que pode ser ajustado para deixar as pernas menos flexionadas e a distância até o solo menor, que ajuda na hora de plantar os pés no chão.

Os freios são com ABS linear que divide a força entre as rodas. Eles são equipados com dois discos ondulados na dianteira de 310mm, com pistões duplos e um disco simples de 282 mm na traseira.

Fora do asfalto

O comportamento da Super Ténéré rodando fora da estrada é excelente. Os pneus para uso misto permitem rodar por estradas de terra com segurança. Tudo fica ainda melhor com o acerto da suspensão e dos modos de tração e potência é essencial nesses percursos.

O modelo 2013 está disponível nas cores branca e a tradicional azul da família Ténéré.
O preço sugerido pelo fabricante é de R$ 61 mil.

Agradecimento ao Hotel Fazenda Solar das Andorinhas, que cedeu o espaço para as fotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *