Kawasaki Versys 1000 Grand Tourer: criada para aventuras

Kawasaki Versys 1000 Grand Tourer

Com cara de big trail, Versys 1000 Grand Tourer tem vocação para longas viagens

Texto: Johnny Inselsperger | Test Rider
Fotos: Osvaldo Furiatto Jr.

Basta olhar para as grandes dimensões da Kawasaki Versys 1000 Grand Tourer para se imaginar viajando por estradas com belas paisagens, ainda mais com as três bolsas (nas laterais e um top case traseiro), que juntas tem uma capacidade próxima de 120 litros.

Apesar da aparência de big trail, o motor é o mesmo da naked Z1000, de quatro cilindros com 1.043 cm³ e refrigeração líquida, que produz 118 cavalos de potência a 9.000 rpm e 10,4 kgf.m de torque a 7.700 rotações, que deixam clara que a Versys 1000 Grand Tourer se enquadra na categoria sport-touring com vocação para o asfalto.

A Test Rider rodou por estradas e cidades e a moto demonstrou sempre muito conforto nos mais variados tipos de pisos. O câmbio de seis marchas tem trocas justas e suaves. A moto arranca bem graças ao curto escalonamento na primeira e segunda marchas e depois mais longas, ideal para estradas. Todo grande torque e potência já são sentidos nas baixas e médias rotações e a entrega de toda essa força é linear e torna a pilotagem bem agradável.

Mesmo pesando 239 kg fora as bagagens, a Versys 1000 GT fica leve quando está rodando. A excelente ciclística oferece respostas rápidas nas mudanças de direção e bastante controle nas manobras. A Versys 1000 Grand Tourer ainda vem de fábrica equipada com mimos, como a manoplas aquecidas, tomada 12V, protetores de motor e tanque e para-brisa regulável.

Segurança

Além do sistema de antitravamento dos freios ABS, que foram eficientes em todas as situações, a Versys 1000 GT vem equipada com controle de tração (KTRC) com três opções, que podem ser ajustados para uma condução mais esportiva, uma intermediária e outra para situações de chuva ou piso escorregadio. O modelo também tem duas opções de potência, onde a “Full” tem entrega total e a “Low” limita em 75%.

As longas suspensões tornam a motocicleta ainda mais confortável, mas a distância de 845mm do assento ao solo pode complicar para os pilotos mais baixos. Nas estradas de terra, a moto roda bem e tem um comportamento dócil, ainda mais com todos os recursos tecnológicos.

A Versys 1000 Grand Tourer é montada em Manaus, está disponível na cor branca e tem preço sugerido pela Kawasaki de R$ 56.990.

Ponto forte
A posição ereta é confortável e ideal para aventuras na companhia de uma garupa. É possível rodar muitos quilômetros antes do corpo reclamar, ainda mais que o tanque de 21 litros oferece autonomia entre 300 e 350 km.

Ponto fraco
Dificilmente você vai encontrar uma das malas laterais que não tenha arranhões. Com 1,43 metro de largura, exige atenção redobrada no trânsito urbano. Também senti falta de um cavalete central.

Agradecimentos ao Campinas Hall por ceder o local para o ensaio fotográfico e a modelo Thatiana Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *