Novo Fox é o 1º carro com motor de 3 cilindros da VW no Brasil (fotos e vídeo)

Edimarcio Augusto Monteiro – Test Rider
edimarcio@testrider.com.br

A Volkswagen lançou hoje, em Campinas (SP), o Fox 2014, seu primeiro modelo brasileiro com novo motor de três cilindros. O propulsor passa a ser o mais potente 1.0 disponível no País e equipa a versão BlueMotion, que reduz em até 17% o consumo quando abastecido com etanol ou 16% com gasolina no tanque, de acordo com dados da montadora. O motor de 12 válvulas – quatro por cilindro – é de alumínio e 24 quilos mais leve do que o 1.0 de quatro cilindros da linha 2013 e também mais potente. O bloco desenvolve 82 cavalos de potência e 10,4 kgf.m de torque com etanol e 75 cv e 9,7 kgf.m de torque com gasolina, acoplado a um câmbio manual de cinco marchas.

O motor de quatro cilindros desenvolve 76 cv quando abastecido com etanol e 72 cv com gasolina.  O consumo do novo bloco divulgado pela Volkswagen com o primeiro combustível é de 8,8 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada, ou 12,7 km/l na cidade e 14,4 km/l na rodovia com gasolina. Para justificar o título de 1.0 mais potente do mercado, vale lembrar que o  Hyundai HB20 1.0, com propulsor de três cilindros,  tem 75 cv a 6.200 rpm e 9,4 kgf.m de torque a 4.500  giros. Um outro concorrente, o Chevrolet Onix desenvolve 80 cv de potência a 6.400 rotações e 9,8 kgf.m a 5.200 rpm.

DESEMPENHO

O novo Fox 1.0  vai da inércia aos 100 km/h em 13,2 segundos, contra os 14,1 do modelo 2013, usando etanol em ambos os casos. A velocidade final também subiu, de acordo com a Volkswagen, passando de 160 para 167 km/h usando esse mesmo combustível.

O  propulsor é produzido pela Volkswagen em sua fábrica em São Carlos (SP) e também vai equipar outros carros da Volkswagen, entre o subcompacto up!, que deve chegar em breve. O novo Fox BlueMotion também dispensa o tanquinho de gasolina usada para a partida a frio. O sistema é o mesmo fornecido pela Bosch para outros modelos da marca, mas foi ajustado para o motor de três cilindros.  Ele pré-aquece o combustível antes de ser queimado pelo motor. Para acionar o sistema basta pressionar o pedal embreagem antes de girar a chave para dar a partida.

O objetivo da versão é proporcionar economia de combustível e traz outras mudanças. Ela é equipada com direção eletro-hidráulica, ao invés da hidráulica, tem relação de marchas mais alongada, pneus de baixa resistência à rolagem e nova calibração de amortecedores. A grade frontal e as calotas também foram redesenhadas para melhorar a aerodinâmica.  Os preços sugeridos são a partir de :

  • Duas portas: R$ 32.590
  • Quatro portas: R$ 34.090

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *