Piloto Vanessa Daya morre após acidente no Autódromo de Brasília

Vanessa Daya

Através de uma nota de pesar publicada na manhã de hoje (17) a FMDF/Capital Racing confirmou a morte da piloto de motovelocidade Vanessa Daya, 31 anos. Ela estava internada em estado muito grave no Hospital de Base, no Distrito Federal, após sofrer uma forte queda durante a corrida válida pela terceira etapa do Campeonato Brasiliense de Motovelocidade, no último domingo (14). A piloto fazia parte da equipe Moto com Batom e sofreu o acidente na 7ª volta da prova, ao perder o controle de sua moto após uma tentativa de ultrapassagem no trecho da pista chamado Curva da Piscina. A perda de controle provocou a queda de Vanessa em uma área aprofundada na margem pista, considerada uma espécie de vala. Segundo testemunhas que presenciaram o acidente, a moto capotou várias vezes caindo em seguida sobre a piloto. Daya foi socorrida imediatamente, atendida em um posto médico e em seguida transferida para o hospital, onde foi constatado um grave trauma encefálico.

Leia abaixo a íntegra da nota de pesar publicada no site da FMDF/Capital Racing

“FMDF/CAPITAL RACING – NOTA DE PESAR

Em nome de todos os pilotos de Motovelocidade de Brasília e do Brasil, a Federação de Motociclismo do DF (FMDF) e Capital Racing de Motociclismo lamentam profundamente o falecimento da piloto VANESSA DAYA, ocorrido na madrugada, desta quarta-feira (17/7/2013).

A piloto foi um dos maiores destaques do motociclismo e uma das pioneiras na motovelocidade brasileira. Corajosa, Guerreira e muitíssimo querida por todos que a conheciam.

Vanessa amava tanto a motovelocidade que chegou a dormir no boxe do Autódromo para participar da 3ª etapa do Campeonato. O esporte para ela era tão importante que chegou a participar de inúmeros cursos, ao ponto de poder ministrá-los sozinha.

Vanessa vai deixar uma lacuna enorme em nosso meio, fará muita falta com sua alegria de viver, entusiasmo e garra. Linda, meiga e amiga de todos. Ela deixa uma legião de amigos órfãos de sua presença, mas também deixa um exemplo de força de vontade a ser seguido. Para ela, tudo valia a pena. Faleceu fazendo aquilo que mais amava. Agora a piloto VANESSA DAYA vai voar baixo nos autódromos celestes.

Neste momento de muita dor, desejamos que Deus possa confortar a família e a todos nós, amigos de Vanessa Daya.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *