Honda VFR 1200X Crosstourer: alta tecnologia em todos os pisos

Honda VFR 1200X Crosstourer

Modelo big trail da Honda é versátil, oferece muito conforto, desempenho e segurança com design futurista

Texto: Johnny Inselsperger | Test Rider
Fotos: Osvaldo Furiatto Jr.

As motos big trails fazem sucesso no mercado brasileiro e a maioria das marcas que atua no País oferece modelos com motores potentes, versatilidade on e off-road com muita força, segurança e facilidade para pilotar. Mais um detalhe: o preço dessas motos começa na casa dos R$ 50 mil e pode chegar perto dos R$ 90 mil entre as mais caras.

Sem dúvida, a Honda mostra competência com a Crosstourer VFR 1200X, onde seu maior diferencial é o câmbio de seis velocidades, com transmissão automática ou manual, com trocas por borboletas localizadas na mão esquerda. O sistema com dupla embreagem não causa ‘soluços’ nas trocas de marchas.

A Crosstourer esbanja desempenho e força. O motor de quatro cilindros em V tem 1.236 cm³, refrigeração líquida e tração por eixo-cardã. São poderosos 129 cavalos de potência a 7.750 rpm e torque de 12,8 kgf.m a 6.500 giros. Isso se traduz em altas velocidades e respostas rápidas. É o mesmo motor que equipa sua irmã, o modelo Sport Touring VFR 1200F, que entrega 172 cavalos a 10.000 rotações e 13,2 kgf.m a 8.750 rpm. Assim, a Croostourer tem melhor entrega de potência e torque em baixas e médias rotações, mais adequada ao fora de estrada.

Recheada de recursos tecnológicos, o modelo importado da Honda pode ser ajustada para cada situação de circulação em cidades e estradas – on e off-road – e também em pisos molhados ou escorregadios.

O controle de tração ajuda quando a moto começa a perder contato com o solo. O sistema reduz a entrega de potência do motor, que melhora o controle da moto. Ele também pode ser desligado para uma pilotagem mais esportiva. Outro importante item de segurança da Crosstourer é o conjunto de freio, com disco duplo de 310 mm na dianteira e o disco simples de 276 mm na traseira. É equipado com o C-ABS, que além de evitar o travamento, divide a força de frenagem entre as rodas. Apesar de sempre eficientes, o controle de tração e o C-ABS são mais direcionados para uso na cidade e pistas.

A transmissão da VFR 1200X possui três modos de funcionamento, sendo dois automáticos para uma condução mais econômica, com as trocas de marchas automáticas mais longas, e um esportivo, onde o motor roda mais ‘cheio’ e tem respostas mais rápidas. A moto vem com freio de mão, afinal, desligada ela fica em ponto morto.

Em estradas de terra, o melhor é mesmo tirar a mão e aproveitar as belas paisagens, ainda mais se estiver com garupa. Aliás, foi no off-road onde mais senti a diferença entre uma moto automática e as convencionais. Afinal, a embreagem é extremamente utilizada para controlar a moto na terra e na Crosstourer tudo fica por conta das trocas de marchas automáticas e a dosagem do acelerador. Várias vezes minha mão procurou o manete de embreagem.

Tanto nas rodovias como nas estradas mais sinuosas, a VFR 1200X é extremamente prazerosa. A posição de pilotagem é confortável. Com o corpo quase ereto e os braços e pernas em posições relaxadas, é possível percorrer longas distâncias sem castigar o esqueleto. Por isso, a Crosstourer foi desenvolvida dentro da concepção de ser um modelo para atravessar continentes.

Apesar de suas grandes medidas, com peso seco (sem óleo e combustível) de 261 quilos, distância entreeixos de 1.596mm, 2.284mm de comprimento, 916 mm de largura e 1.335mm de altura até os retrovisores e a altura do assento ao solo de 850 mm, a Crosstourer superou o trânsito urbano sem dificuldades. Quase todo tempo foi utilizado o câmbio automático.

Apesar do guidão largo, ela esterça bem e facilita as manobras, além de passar sobre a maioria dos retrovisores dos outros veículos. O peso centralizado na parte de baixo deixa o controle da moto na mão do piloto, mesmo em mudanças rápidas de direção. O quadro de alumínio contribui muito para a boa ciclística da VFR 1200X.

Design
A Crosstourer utiliza as mesmas linhas futuristas da sua irmã esportiva. O enorme conjunto ótico é emblemático e deixa o modelo inconfundível com faróis sobrepostos. Já o para-brisa e os protetores de mãos são reguláveis. Bem ajustados, reduzem aquela briga entre o peito do piloto e o vento, protegem as mãos e ajudam na chuva.

O design da VFR 1200X é sóbrio e elegante. As fixações da carenagem chegam à sofisticação de ficarem escondidas. As rodas raiadas e o monobraço da balança traseira dão um visual mais esportivo e característico dos modelos off-road. O enorme escapamento deixa o modelo mais musculoso.

Painel
A posição do painel permite boa visualização durante o dia ou noite. Velocímetro e conta-giros digitais de LCD, o importante indicador de marcha, além do indicador do nível de combustível, temperatura do motor, rotação, hodômetros total e parcial, consumo de combustível (instantâneo e médio), relógio e as lâmpadas espiãs.

A Crosstourer tem duas embreagens independentes. Enquanto uma faz as trocas das marchas impares (1ª, 3ª e 5ª) e outra faz as mudanças pares (2ª, 4ª e 6ª). Isso permite trocas suaves, rápidas e sem ‘saltos’, já que para subir ou descer marcha não tem interrupção.

Suspensões
Característica das big trails, a VFR 1200X tem suspensões de longo curso, que transmitem muito conforto para piloto e garupa. Na frente, o garfo telescópico tem curso de 165 mm e na traseira, o Pro-Link tem curso de 146 mm. Os dois tem regulagem de pré-carga e na traseira pode ser realizado manualmente.

A Honda Crosstourer VFR 1200X está disponível nas cores vermelha e branca e preço sugerido pelo fabricante de R$ 79.900.

Ponto positivo
O conjunto ciclístico permite aproveitar com segurança de toda força e potência. Muito fácil para pilotar

Ponto negativo
No começo sempre o piloto ‘caça’ a manete para trocar as marchas, mas estranho mesmo é rodar na terra sem ter controle sobre a embreagem

Agradecimento ao Encanto Horse, no distrito de Sousas e a modelo Mariana Ramos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>