Perto de chegar ao Brasil, Chevrolet Tracker tem preço de R$ 58 mil na Argentina

Próximo de ser lançado no mercado brasileiro, o Chevrolet Tracker começou a ser vendido na Argentina. O rival do Ford EcoSport e Renault Duster é vendido apenas na versão top de linha LTZ, com opção de tração 4×2 e 4×4. É equipado com motor de 1.8 litro, 16 válvulas, com injeção multiponto, que entrega 140 cavalos de potência e 18,15 kgf.m de torque. O modelo com tração simples é associado a um câmbio manual de cinco velocidades, enquanto o 4WD tem transmissão automática de seis marchas.

O SUV compacto tem 4,24 metros de comprimento e porta-malas de 306 litros, pouco maior do que o Chevrolet Onix, 208 litros, e menor do que de seus competidores –  362 litros no caso do EcoSport e 475 para o Duster. O estepe tem o mesmo tamanho do pneus usados pelo modelo na versão com tração simples, enquanto que na 4×4 é menor. Ele tem como itens de série airbag duplo e freios ABS (antitravamento), sendo oferecidos como opcionais controles de estabilidade e de tração. O Tracker tem preço a partir de 139.900 pesos, o equivalente a R$ 58.400 mil, e vai até 179.100 pesos, R$ 74.800.

– Leia a atualização deste post: Tracker chega ao Brasil a partir de R$ 71.990

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *