Honda lança no Salão Duas Rodas a versão Repsol da superesportiva CBR 600RR

Honda CBR 600RR 2013 Repsol (Fotos do Osvaldo Furiatto Jr/Test Rider)

Honda CBR 600RR 2013 Repsol (Fotos do Osvaldo Furiatto Jr/Test Rider)

Os olhos dos visitantes da 12ª edição do Salão Duas Rodas apaixonados por altas velocidades por circuitos sinuosos brilhou no stand da Honda. A fabricante japonesa remodelou por dentro e por fora a superesportiva CBR 600 RR 2013 na inédita versão Repsol.

O modelo, importado do Japão traz características do mundo das competições, como tecnologia avançada, alto desempenho e segurança.

A nova carenagem frontal forma um conjunto compacto, associando leveza, modernidade e robustez, com linhas atualizadas para melhorar ainda mais a aerodinâmica.

Força e eficiência em qualquer faixa de rotação

O motor de quatro cilindros em linha, tipo DOHC (Double Over Head Camshaft), com duplo comando de válvulas no cabeçote, de 599 cm³, quatro tempos, 16 válvulas, quatro por cilindro, arrefecido a líquido. Seu DNA esportivo oferece curva de potência e torque que permitem uma pilotagem tranquila em baixas rotações, mas que fica ainda mais evidente a partir das médias e altas.

O propulsor desenvolve potência máxima de 120 cv a 13.500 rpm e torque de 6,73 kgf.m a 11.250 rpm, proporcionando respostas rápidas em qualquer faixa de rotação.

A central computadorizada da injeção eletrônica PGM-DSFI (Programmed Dual Sequential Fuel Injection System) foi reprogramada para otimizar o torque e a potência sem perder a suavidade na condução.

O sistema dispõe de dois bicos injetores de combustível para cada cilindro, sendo que o segundo estágio opera a partir de 6.000 rpm, proporcionando respostas imediatas em qualquer faixa de rotação.

O câmbio de seis velocidades tem engates precisos e escalonamento de fácil adaptação para qualquer estilo de pilotagem, permitindo um melhor aproveitamento de toda a força da motocicleta.

Outra novidade é o sistema de suspensão totalmente redimensionado. A dianteira agora conta com um sistema ajustável de rigidez. Já a traseira esportiva conta com a suspensão Unit Pro-Link. O sistema isola por completo o chassi de impactos e torções registrados durante a pilotagem.

O braço oscilante está ancorado diretamente ao motor, o que torna o conjunto mais leve e rígido. A suspensão oferece inúmeras possibilidades de ajuste, seja na velocidade da sua compressão e/ou do retorno, de forma a se ajustar a “tocada” do piloto, de tal modo que os pneus estejam sempre em contato com o solo, proporcionando estabilidade nas curvas e tração nas acelerações. A aderência da motocicleta é assegurada pelos pneus radiais esportivos de perfil baixo e sem câmara. Outra novidade são as novas rodas de alumínio com design moderno e peso reduzido.

As frenagens são garantidas pelo eficiente sistema composto de dois discos flutuantes na dianteira, com acionamento hidráulico, de 310 mm com pinças de fixação radial e quatro pistões. O freio traseiro dispõe de um único disco com    220 mm de diâmetro de cáliper. A CBR 600RR é oferecida, também, na opção C-ABS, exclusivo para motocicletas esportivas, onde a segurança é ampliada sem comprometer a pilotagem esportiva.

Ainda sem preço definido, a CBR 600RR estará disponível na rede de concessionárias a partir de Dezembro nas cores laranja “Repsol” (STD/ABS) e vermelha (STD).

1 Comment

  1. wellegton

    Estou aquardando o quanto antes a chegada na lojas para buscar aminha.sera que chega agora no comeso de dezemdro aquardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *