Motor turbo com injeção direta é mais poluente, diz estudo

A indústria automobilística tem aumentado o uso da injeção direta de combustível em motores turbos nos últimos anos como forma de reduzir o consumo dos carros e, consequentemente, as emissões de poluentes. Mas um estudo feito pela Federação Europeia para o Transporte e o Ambiente (FETA) revela que esta última parte não é verdadeira. Segundo a pesquisa, os motores a gasolina com injeção direta e turbo emitem cerca de mil vezes mais partículas nocivas à saúde humana do que os motores à gasolina antigos e até os movidos a diesel. Ela podem passar pelo sistema respiratório e ir mais fundo nos pulmões e até serem absorvidas pelo sangue, causando inúmeras doenças.

A FETA acusa as montadoras de saberem desse perigo, mas se negarem a usar um filtro no motor para não aumentar os custos de produção.  Segundo a Organização Mundial e Saúde (OMS), cerca de 90% da população europeia está exposta a níveis de poluição atmosférica que representam riscos reais a saúde, podendo causar até o desenvolvimento do câncer.

Motor turbo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *