Ferrari apresenta seu 1º carro turbo em 22 anos, a California T

A Ferrari revelou nesta quarta-feira ao mundo a nova California T, que identifica o primeiro modelo turbo da marca após 22 anos. O conversível de capota rígida é alimentado por propulsor V8 de 3.8 litros, o mesmo desenvolvido pela Cavallino Rampante para a Maserati e usado no Quattroporte e no Ghilbi, mas com outra especificação. O da California T entrega 560 cavalos de potência a 7.500 rpm e 76,99 kgf.m de torque. Os carros da Maserati têm 530 cv a 6.500 rotações e 72,40 kgf.m.

Além disso, proporcionam um ganho considerável em relação à California anterior, que tem 490 cv e 51,50 kgfm.  A nova California T faz 0-100 km/h em 3,6 segundos, 0,2 segundo a menos do que  a antecessora, enquanto a velocidade máxima passa de 312 km/h para 316 km/h. Mesmo assim, segundo a Ferrari, o novo carro é de 15% a 20% mais econômico, com um consumo médio de 9,52 km/l de gasolina.

Design e interior

A nova California também passou por mudança no chassi para melhorar a dirigibilidade. Além disso, a suspensão tem novas molas e usa amortecedores magnéticos de última geração, que têm respostas 50% mais rápidas. O modelo ainda teve o design revisto, com toque mais modernos que remetem à F12berlinetta. O superesportivo tem grade dianteira maior, novo para-choque e entradas de ar laterais.

Ganhou saias maiores e espelhos retrovisores mais finos.  No interior, o painel de instrumentos foi redesenhado e é parcialmente digital. Há ainda um novo console central com tela de 6,5 polegadas sensível ao toque para o sistema de multimídia. As vendas começarão no final do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *