Novo Lamborghini Huracán faz 0-100 km/h em 3,2 segundos

Lamborghini  Huracán 020 destaque

A Lamborghini divulgou nesta sexta-feira (28) novas informações sobe o Huracán, o sucessor do Gallardo, que será lançado na próxima terça-feira (4).  A plataforma é produzida com o uso de partes em fibra de carbono e alumínio, uma nova técnica que será usada futuramente pelos carros da Audi, a começar pela nova geração do R8 e o Q7. O firewall – parede que separa o motor da cabine para evitar a passagem do calor – e a parte de trás do túnel são feitos a partir de uma peça única de fibra de carbono. O restante da estrutura é de alumínio.

O Huracán é impulsionado por um novo motor V10 de 5.2 litros aspirado naturalmente, que desenvolve 610 cavalos de potência, associado a um câmbio automático de sete velocidades de dupla embreagem, com opção de trocas sequenciais através de borboletas no volante. Não haverá versão com câmbio manual.

Sprint

O superesportivo italiano vai da inércia aos 100 km/h em 3,2 segundos, reduzindo o tempo em meio segundo em relação ao Gallardo. Ele chega aos 200 km/h em 9,9 segundos e a velocidade final é “de mais de 320 km/h”. O Huracán tem 75% dos 57,10 kgf.m de torque disponíveis já a partir de apenas 1.000 rpm, algo notável para um carro que não tem motor turbo. O peso seco é 1.422 quilos, o que representa uma relação de 2,33 kg/cv.

Lamborghini  Huracán 012 destaque

Além de mais poderoso, é também mais econômico do que o Gallardo. A média de consumo 9,61 km/l de gasolina, contra 8,17 km/l do Gallardo automático, de acordo com a Lamborghini. A tração é integral com controle eletrônico. Em condições normais, a distribuição é de 70% para as rodas traseiras e 30% para as Lamborghini  Huracán 017 destaquedianteiras. Em condições extremas, 100% do torque podem ir para a traseira, ou dividido em 50%.

Os freios de carbono-cerâmica são de série, mas os amortecedores magnéticos entram na lista de opcionais. Huracán começará a ser vendido no segundo semestre deste ano na Europa, com o preço a partir de 228 mil euros, o equivalente a R$ 731 mil. O novo superesportivo mantém a tradição da marca de adotar nomes inspirados em touros. Neste caso um animal lendário que lutou em Alicante, na Espanha, em 1879. Ele tomará o lugar do Gallardo, o modelo mais vendido da história da Lamborghini, com 14.022 unidades em seus 10 anos de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *