Calotas de rodas viram obras de arte

Onde a maioria das pessoas enxergam apenas calotas plásticas de rodas, o inglês Ptolomeu Elrington enxerga matéria-prima para obras de arte. O artista, de 48 anos, da cidade de Brighton, ganhou notoriedade ao transformar calotas jogadas fora, perdidas nos acostamento de estrada em esculturas. Um dos peixes da galeria de fotos em 1,23 de comprimento. Para garantir a autenticidade do material, o artista preserva o logotipo da marca.  Uma escultura pode levar até 3 meses para ficar pronta e não é o que se pode chamar de barata. Um peixe de 63 cm é vendido por 200 libras (R$ 750).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *