Suzyki V-Strom 1000 começa a ser vendida por R$ 55.900 (fotos e vídeo)

A Suzuki anunciou nesta segunda-feira (9) que a nova V-Strom 1000 começará a ser vendida no Suzuki V-Strom 1000 2014 013 destaquemercado brasileiro no final de junho, com preço a partir de R$ 55.900. A motocicleta foi lançada em dezembro, quase simultaneamente com a Europa, mas agora começa a ser comercializada. A maxtrail é equipada de fábrica com freios ABS (antitravamento) e controle de tração, sendo montada em Manaus (AM).

Ela é equipada com motor V2 de 1.037 cc, com refrigeração líquida, que desenvolve 101 cavalos de potência a 8.000 rpm e 10,5 kgf.m de torque a 4.00 giros. O câmbio é de seis marchas.

O Test Rider fez uma primeira avaliação do modelo, em dezembro, em uma área dentro da J. Toledo, representante oficial da marca no Brasil, em Jundiaí (SP), e foi possível perceber que a V-Strom tem força em baixas e médias rotações, muito conforto e uma ciclística que facilita as manobras.

O que mais chama a atenção é a força dessa moto. São 10,5 kgf.m com apenas 4.000 rpm. Como a moto foi preparada para atravessar deserto, a V-Strom 1000ABS tem duas bobinas por cilindro, ou seja, se uma parar de funcionar, a moto vai continuar rodando. Além disso, também são duas velas por cilindro que realiza uma queima mais rápida do combustível. O bico injetor de combustível tem 10 furos para um melhor aproveitamento.

Controle de tração

Outra boa novidade é a adoção do controle de tração com três níveis: desligado, onde o piloto tem toda entrega de potência e pouca atuação do ABS; módulo 1 para uma pilotagem mais esportiva e o módulo 2 para chuva ou garupa.Suzuki V-Strom 1000 2014 020 destaque

Segundo medições da WMTC, a nova V-Strom 1000 ABS faz 20,9km/l e o tanque tem capacidade para 20 litros. “No Brasil, por causa do nosso combustíverl, a média deve ficar em 19,5km/l”, disse o engenheiro da Suzuki, Carlos Zolin.

A embreagem assistida deixa o acionamento mais leve e foi possível perceber que o câmbio de seis velocidades tem engates suaves. O novo chassi é um dos pontos fortes da big trail. Construído em alumínio, ele ficou 13% mais leve, ficou mais compacto e fino que o modelo anterior e foi concebido para longas viagens, além de facilitar a execução das manobras.

Resistência

A V-Strom 1000 ABS tem aros de liga-leve com 10 pontas. “Os aros com três pontas empenam mais fácil. Esses (aros) são mais resistentes para rodar no deserto e por estradas esburacadas”, afirma Zolin. Na frente tem medida de 19” e 17” na traseira bons para o off-road.

O assento é fino e estreito próximo ao tanque, o que facilita a vida dos pilotos com menor altura. Além disso, a Suzuki ainda vai oferecer dois assentos acessórios para pessoas mais baixas e também para aqueles com mais de 2 metros de altura. Com assento original, a distância até o chão é de 165mm. A posição de pilotagem é confortável. Pedaleira e guidão deixam o corpo ereto, com braços e pernas relaxados.

Suspensão

Suzuki V-Strom 1000 2014 001A suspensão dianteira é invertida com regulagem da mola e na traseira o sistema monochoque tem ajuste simples da mola de pré-carga que é regulado apenas com a mão e dispensa o uso de ferramentas.

Durante a primeira avaliação do modelo os freios ABS foram eficientes. Na dianteira utiliza discos duplos de 310 milímetros monobloco de quatro pistões Tokiko de montagem radial, e um freio a disco traseiro ventilado de 260 milímetros com pinça deslizante de pistão único.

A bolha dianteira tem três ajustes para cortar o vento. No painel, destaque para o indicador de marcha e a tomada 12V. A V-Strom 1000 ABS 2014 estará disponível nas cores vermelha, branco, preto e marrom.

1 Comment

  1. Petronio

    Quem comprar por esse preço, vai se arrepender.
    J. Toledo vai ter que baixar o preço senão não vende, haja vista existirem a Triumph Explorer 1200 e a Yamaha Super Ténéré 1200 pelo mesmo preço, sem considerar a Kawasaki Versys 1000 que custa 10% menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *