Equipe mostra o interior do Bloodhound SSC (vídeo)

A equipe que trabalha no desenvolvimento do Bloodhound SSC, que quer se tornar o carro mais rápido do mundo, divulgou novos detalhes do projeto. Os trabalhos foram iniciados em 2008 e a tentativa de quebra de recorde será realizada em 2015 em Hakskeen Pan, na África do Sul, com o objetivo de atingir os 1.600 km/h. É muito além da atual marca de 1.229 km/h.

O Bloodhoung será impulsionado pelo mesmo motor encontrado no Jato Eurofighter Typhoon e um foguete. A equipe também mostrou pela primeira vez o cockpit do veículo, que parece mais de uma nave do que de um carro. O volante é feito de titânio e sob medida para o piloto Andy Green para permitir o ajuste perfeito das mãos. O centro do painel traz o velocímetro e um medido de pressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *