Mercedes lança o AMG GT, que desembarca por aqui em 2015 (fotos e vídeo)

Mercedes-AMG GT 2015 030 destaque

Após muitos flagrantes e teaseres, a Mercedes-Benz apresentou o novo AMG GT nesta terça-feira (9), que desembarcará no Brasil em 2015. É o segundo desenvolvido pela marca em Affalterbach, com primeiro sendo o SLS AMG, que deixou de ser produzido recentemente. O novo cupê superesportivo de tração traseira é alimentado por motor V8 de 4.0 biturbo recém-desenvolvido, que desenvolve 462 cavalos de potência a 6.000 rpm e 61,11 kgf.m de torque entre 1.600 e 5.00 giros na versão padrão.

Mas o primeiro a chegar ao mercado é o AMG GT S, com 510 cv a 6.250 rotações e 66,22 kgf.m de 1.750 a 4.750 rpm. O ganho é obtido com o aumento da pressão dos turbocompressores e outros ajustes internos. O câmbio é uma versão atualizado da caixa automática de sete velocidade do SLS, com cinco modos de regulagem: Controlled Efficiency, Sport, Sport Plus, Individual e Race. Este último é uma exclusividade do GT S.

Dimensões

A Mercedes adota uma posição mais agressiva no mercado com o novo superesportivo e espera um Mercedes-AMG GT 2015 010 destaquevolume maior de vendas. As duas versões terão como diferenças no visual as rodas e os escapamentos. Os preços não foram divulgados, mas estima-se que o GT-S será comercializado por 110 mil euros na Europa (R$ 405 mil), enquanto o GT sairá por 95 mil euros (R$ 350 mil). É bem menos que os 210 mil euros do SLS AMG (R$ 774 mil).

O novo carro tem 4.546 milímetros de comprimento, 1.939 de largura e 1.289 de altura. Ou seja, é 92 mm mais curto do que o irmão que deixou de ser produzido, tem a mesma largura e é 27 mm mais alto. O carro tem chassi de alumínio, que pesa 231 quilos. Para reduzir o peso final e melhorar o centro de gravidade, ele não tem portas do tipo asa de gaivota, usando o sistema tradicional.

Desempenho

O GT tem 1.540 quilos de peso total, enquanto o GTS chega aos 1.570 quilos. Com isso, o primeiro tem Mercedes-AMG GT 2015 064 destaqueuma relação peso-potência de 300 cv/tonelada, enquanto o segundo, 320 cv/tonelada. A distribuição de peso é 47% na frente e 53% na traseira. Os dois modelos tem como item de série o bloqueio de diferencial, mas o GT S conta com função eletrônica que proporciona maior sensibilidade, variando o bloqueio de acordo com a aceleração. Com isso ele atinge os 331 km/h de velocidade máxima, depois de levar 3,8 segundos para ir da inércia aos 100 km/h.

A versão padrão faz 0-100 em 4 segundos e atinge os 304 km/h. Segundo a Mercedes, o GT tem consumo médio de 10,75 km/l de gasolina, enquanto o GT S faz praticamente a mesma média, 10,64 km/l. Essa versão tem sistema ativo de suspensão para aprimorar a dirigibilidade. Na frente é do tipo double wishbone, enquanto na traseira é multilink.

Segurança e luxo

O GT tem rodas de 19 polegadas com pneus 255/35 na dianteira e 195/35 na traseira. Já o GT S tem rodas de 19” na frente e pneus 265/35, enquanto na traseira as rodas são de 20”, calçadas com pneus Mercedes-AMG GT 2015 027 destaque295/30. Para segurar a fera, o sistema freio tem discos perfurados de 360 mm na dianteira e na traseira no caso da versão de entrada. Para modelo mais apimentado eles são aumentados para 390 mm na frente. Como opcional, são oferecidos freios de carbono-cerâmica, com discos de 402 mm na frente e 360 mm atrás.

O novo superesportivo mantém as proporções do SLS, como o capô alongado, mas as linhas são mais contemporâneas e a aparência é mais radical.   A traseira segue o estilo liftback, o que garante um porta-malas com 350 litros de capacidade, nada mal para um carro dessa categoria. Para efeito de comparação é um pouco maior do que os 341 litros oferecidos pelo Mercedes Classe A, mas bem superior aos 125 litros do Porsche 911 GT3, seu principal concorrente.

O pacote aerodinâmico do carro da Mercedes inclui aerofólio ativo para aumentar o downforce. O interior é luxuoso, com console central alto, volante com fundo chato e a tela da central multimídia por de 7 ou 8,4 polegadas. Os bancos são em couro, com os detalhes do painel podendo ser em fibra de carbono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *