Pneus terão de ter etiqueta de eficiência a partir de 2016

Os pneus vendidos no mercado brasileiro, a partir de outubro de 2016, deverão ter etiqueta demonstrando três critérios de eficiência. São eles a aderência ao piso molhado, ruído externo e resistência ao rolamento, que influencia no consumo de combustível. O objetivo da medida é ajudar o consumidor a escolher o pneu mais adequado para o seu veículo. A identificação faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) realizado pelo Inmetro ((Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), órgão responsável pela padronização.

A etiqueta será obrigatória para pneus nacionais e importados de construção radial para automóveis, picapes, utilitários esportivos, vans e caminhonetas, bem como nos de construção radial para caminhões e ônibus para aplicação nos serviços Regional, Regional Severo, Rodoviário, Urbano e Misto.  Os critérios de resistência ao rolamento e aderência recebem notas de A a G, com a letra A apontando a melhor eficiência.

A entrada em vigor da etiqueta segue um cronograma. A partir de outubro de 2016, a exigência passa a vale para os pneus produzidos no Brasil. Em abril de 2017, todos os pneus comercializados nacionais ou importados deverão ser etiquetados, assim como os pneus do estoque do fabricante. A última etapa, prevista para abril de 2018, contempla todos os pneus comercializados no mercado local, envolvendo também os pneus do estoque da revenda.

Pneus terão de ter nova etiqueta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *