EXCLUSIVO: Tivemos acesso à única unidade da Ducati 1299 Superleggera em terras brasileiras

Por Osvaldo Furiatto

O que significa para você pouco mais de meio milhão de Reais? Para um médico (que vamos manter o nome em sigilo por segurança) apaixonado por motos e por velocidade esse é o preço da exclusividade. Radicado na cidade de Ourinhos, interior de São Paulo, ele se tornou o proprietário da única unidade da Ducati 1299 Superleggera comercializada em terras brasileiras. Com valor final de venda de R$ 550 mil, a 1299 Superleggera se tornou a motocicleta mais cara no Brasil. A venda foi concretizada na concessionária Ducati de Campinas, também no interior de São Paulo, e tivemos acesso a esse avião sobre duas rodas na última sexta-feira (10/11), pouco antes da entrega ao novo proprietário.

Três que virou uma

À princípio, a fábrica da Ducati havia disponibilizado três unidades em pré-venda para o Brasil. Como o interesse foi confirmado somente para uma unidade, as outras duas disponibilizadas foram redirecionadas para outros países. Sendo assim, a unidade comercializada em Campinas se tornou única no Brasil, explica Eduardo Lelis, diretor comercial da Ducati Campinas e presidente da Associação Brasileira dos Concessionários Ducati (ASSODesmo).

Superleve

Com apenas 500 unidades fabricadas, a 1299 Superleggera é uma superesportiva com motor de 215 cv e carenagem, quadro, rodas, subquadro e monobraço traseiro fabricados em fibra de carbono. O nome inclusive vem desse fato, Superleggera significa “superleve” em italiano. “Tirando algumas partes dos freios, a 1299 quase não tem aço em sua constituição. Até os parafusos são de titânio ou alumínio, isso deixou o conjunto todo com apenas 156 quilos”, explica André Hawle, gerente comercial da Ducati Campinas e responsável pela venda.

André Hawle, reponsável pela venda da Ducati 1299 Superleggera na concessionária de Campinas

André Hawle, responsável pela venda da Ducati 1299 Superleggera na concessionária de Campinas

Mimos da exclusividade

Por ser uma motocicleta preparada para andar tanto nas ruas e estradas quanto em pistas e circuitos, os proprietários das 1299 recebem da própria Ducati dois conjuntos de escapamentos, um para o dia-a-dia e outro para os desafios nas pistas. Além disso, a Ducati Campinas presenteou o novo proprietário com um exclusivo macacão Ducati Corse, a divisão de corridas da fábrica italiana.

Um foguete sobre duas rodas

A Ducati elevou o universo das Supersportive de estrada a um patamar inédito ao apresentar este ano a 1299 Superleggera: a primeira moto de estrada de série com chassi, braço oscilante, subchassi e rodas feitos em fibra de carbono. Ela representa a expressão máxima em termos de engenharia, tecnologia e desempenho, nunca antes produzida em série por um fabricante de motos. A carenagem, também realizada em fibra de carbono, é apenas a ponta do iceberg de um projeto único.

Debaixo das carenagens, de fato, esconde-se a versão de mais desempenho do Superquadro. Graças aos seus 215 cavalos, o motor desmodrômico EURO 4, que equipa a 1299 Superleggera, é o bicilíndrico de série mais potente já produzido e representa a máxima expressão tecnológica da Casa de Borgo Panigale.

A exclusividade da 1299 Superleggera é ressaltada pelo novo pacote eletrônico que utiliza um sistema de plataforma inercial de seis eixos (6D IMU – Inertial Measurement Unit) para gerenciar os controles eletrônicos que nesta moto alcançam um nível de primazia. Este sistema permitiu melhorar o Ducati Traction Control EVO (DTC EVO) apresentado na 1299 Panigale S Anniversario graças à introdução do Ducati Slide Control (DSC) que assegura desempenhos ainda mais elevados na saída de curva.

A 1299 Superleggera também é a primeira Superbike Ducati a ser equipada com o Ducati Power Launch (DPL), além de ter o Engine Brake Control (EBC) já presente nas versões anteriores.

Ficha técnica

Motor: Superquadro: L-cilindro duplo, 4 válvulas por cilindro, Desmodrômico, refrigerado por líquido
Deslocamento: 1.285 cc
Diâmetro X Curso: 116 x 60.8 mm
Taxa de compressão: 13.0:1
Potência*: 158.1 kW (215 hp) @ 11,000 rpm.
Torque*: 146.5 Nm (108.0 lb-ft) @ 9,000 rpm
Injeção de combustível: Sistema de injeção eletrônica de combustível Mitsubishi. Injetores duplos por cilindro. Corpos de aceleração elípticos totalmente Ride-by-Wire com válvula aerodinâmica e cornetas otimizadas
Escapamento: Sistema 2-1-2, tubos principais em titânio. Silenciadores duplos de titânio. 2 sondas lambda e 2 conversores catalíticos
Caixa de Marchas: 6 velocidades com Ducati Quick Shift (DQS) para cima/para baixo
Transmissão principal: Troca de marchas direta; Proporção 1.77:1
Transmissão final: Corrente; Pinhão frontal 15; Pinhão traseiro 39
Embreagem: Embreagem deslizante e servo automático multidisco úmida controlada hidraulicamente
Quadro: Monocoque em fibra de carbono
Suspensão dianteira: Garfo USD Öhlins FL 936 de 43 mm totalmente ajustável com tratamento TiN, tampas do garfo em lingote, tubos externos leves, otimizados para tensão e molas leves
Roda dianteira: 10 raios, fibra de carbono, 3,50″ X 17″
Pneu dianteiro: Pirelli Diablo Supercorsa SP 120/70 ZR17
Suspensão traseira: Amortecedor Öhlins TTX36 individual totalmente ajustável com mola de titânio, conexão ajustável entre progressivo/plano. Braço oscilante unilateral em fibra de carbono
Roda traseira: 10 raios, fibra de carbono, 6,00″ X 17″
Pneu traseiro: Pirelli Diablo Supercorsa SP 200/55 ZR17
Curso da roda (Dianteira/traseira): 120 mm (4,7 pol) – 130 mm (5,1 pol)
Freio dianteiro: 2 discos semi-flutuantes de 330 mm, pinças Brembo Monobloc Evo M50 montadas radialmente com 4 pistões com ABS de curva, cilindro principal ajustável do freio dianteiro Brembo MCS 19-21, alavanca de ajuste remoto
Freio traseiro: A disco de 245 mm, pinça com 2 pistões com ABS de Curva
Instrumentação: Visor TFT colorido
Peso seco: 156 kg (343,9 lb)
Peso kerb: 178 kg (392.4 lb)
Altura do assento: 30 mm (32,48 in)
Distância entre eixos: 1.456 mm (57,32 in)
Garfo: 24°
Trilho da roda dianteira: 98 mm (3,86 in)
Capacidade do tanque de combustível: 17 l – 4,5 galões (EUA)
Número de assentos: Assento individual
Equipamentos padrão: Modos de Pilotagem, Modos de Potência, ABS de curva, DTC, DWC, DSC, DPL, DQS u/d, EBC, DDA+ c/módulo GPS, totalmente RbW. Configuração rápida de DTC, DWC, DSC, EBC
Equipamentos adicionais: Track Kit: Escapamento de corrida em titânio, para-brisa de corrida, bloqueios de retrovisores usinados, encaixe para o kit de remoção da placa de identificação, kit de remoção de apoio lateral, apoios dianteiro e traseiro e capa para a moto
Garantia (Meses): 24 meses com quilometragem ilimitada
Manutenção (Km/meses): 12.000 km (7.500 mi)/12 meses
Ajuste de folgas das válvulas (Km): 24.000 km (15.000 mi) – uso urbano
Norma: Euro 4

(*) Os valores de potência/torque indicados foram medidos por meio de uma bancada de teste estática de acordo com as normativas de homologação e coincidem com os dados detetados durante a homologação e apresentados no manual de circulação do veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>